31 de ago de 2011

Release com foto: a praga das caixas de correio. Uma dica para as assessorias

Por José Carlos Fineis


Quero dedicar esta postagem a um assunto prosaico, corriqueiro demais, porém importantíssimo, pois diz respeito ao tempo que gastamos para fazer nosso serviço diariamente e à dificuldade que temos para gerenciar tudo o que recebemos.

Acabo de limpar minha caixa de e-mails, que estava novamente lotada. O maior e-mail, enviado pela assessoria de comunicação de uma Prefeitura da região, tinha diversas fotos que somavam 27 megas. Diversos outros estavam na casa dos 5, 6 ou mais de 10 megas.

Com tantas mensagens pesadas chegando diariamente, o pessoal das redações é obrigado a perder um tempo precioso limpando suas caixas de entrada. Tempo que poderia ser melhor usado, por exemplo, na leitura das mensagens.

Tenho uma sugestão às assessorias de imprensa (que, aliás, eu já praticava nos meus tempos de assessor). Em vez de mandar as fotos atachadas no e-mail, por que não colocá-las num site da internet (que pode ser o site da própria assessoria) e enviar para as redações apenas os links para baixá-las?

Outra opção é enviar um oferecimento de fotos, mais ou menos assim: "Atenção, amigos: quem precisar de fotos pode entrar em contato pelo e-mail tal ou pelo telefone tal, e nós as enviaremos."

A opção do link é mais viável, pois os interessados podem baixar quantas fotos quiserem, sem depender de telefonar para alguém. Mas a segunda opção também é interessante, principalmente quando se quer dar ao jornalista a oportunidade de pedir uma foto exclusiva, para uma capa de caderno, por exemplo.

Considerando que cada mensagem de texto, mesmo as formatadas com algum cuidado estético, não têm mais do que 30 Kilobytes (30 K), e que 1 Megabyte (MB) tem 1.024 K, uma mensagem de 27 MB equivale a 921,6 mensagens de 30 K.

Como se diz, fica a dica.

(Quem quiser pode refazer a conta e, se estiver errada, por favor, me corrija. Mas sem fotos, por favor!)  





* * * * *